Menu

sábado, 7 de abril de 2012

Brasil quer emplacar o peixe pirarucu como o "bacalhau da Amazônia"

Bom dia boa gente da gastronomia, como vão? O post de hoje é sobre uma notícia muito interessante que vi no G1, e como estamos em época de Páscoa, que é uma época onde muitas pessoas variam e comem peixe, principalmente bacalhau, achei tudo a ver divulgar esta noticia.

Vamos a uma pergunta básica: o que é bacalhau? Primeira resposta que vem à mente da maioria: um peixe. Errado, bacalhau não é um peixe específico, mas está mais para um processo industrial cujo produto final é um produto não perecível salgado, capaz de aguentando longas jornadas. Tudo bem que não é todo peixe que pode virar bacalhau, não é bagunça, mas cada vez mais espécies de peixes estão sendo aceitas para o preparo desta iguaria. Um dos motivos é que quanto mais rara uma espécie específica é caçada, menor será sua disponibilidade, ainda mais para um produto consumido em escala mundial, como o bacalhau.

Tendo isto em mente, Brasileiros tiveram a genial ideia de propor que o Pirarucu, gigante da Amazônia, se tornasse uma das espécies aceitas na fabricação do bacalhau. Isto se tornou possível, dentre outro motivos, pela implantação da primeira indústria de salga de pescados em Maraã, a 645 quilômetros de Manaus. De acordo com o governo da Amazônia, a fábrica é a primeira da America do Sul. Sem dúvida uma ótima oportunidade sustentável de exploração de um novo nicho para o povo Brasileiro. Tenho certeza que se levada para frente, esta ideia pode trazer muitos benefícios para este povo tão batalhador que é o povo do Amazonas. E o bacalhau, que é um produto importado e de difícil acesso, chegaria de forma muito mais fácil à nossas mesas! Para mim, tudo de bom.

Se interessou nesta? Veja a matéria completa no G1.



0 comentários:

Postar um comentário