Menu

sábado, 17 de dezembro de 2011

Macarrão Italiano - Viagem Europa - 7º dia - Parte II


Fala galera do Mundo Gastronomic! O post de hoje conta sobre o marco de chegar ao país em que melhor comemos durante toda viagem. A Itália, país da cidade eterna - Roma. Na Itália se come muito bem, e BARATO. Sim, lá se você procurar, com certeza vai achar lugares onde vai comer como rei/rainha e ainda pagar um preço bem camarada. É isso aí meus amigos, estamos na Itália, agora é para valer.

A culinária Italiana é muito famosa pelo mundo, principalmente por seus pratos com massas, sorvetes, tomates dos mais variados tipos e frutos do mar. O seu estilo de vida que aprecia tanto a arte de comer é impressionante, eu diria que comer é quase uma religião. Estando na Itália, vá aonde for você sempre poderá esperar receber uma refeição completa. Dificilmente vi algum lugar onde se comia pouco. Em uma refeição apenas você come prato de salada, primeiro prato, segundo prato, sobremesa, e mais algumas variantes que podem entrar aí no meio. Um povo muito simpático, os Italianos são extremamente bons vivãs, apreciadores das coisas boas, e elegantes. Em algumas regiões, como a região Toscana, pode-se ver uma leve semelhança entre os italianos e os brasileiros, com seu jeitinho simpático e boêmio.

No fim deste 7º dia da viagem à Europa, estávamos nos aproximando de Veneza, cidade que foi uma das com mais destaque da região no passado, sendo uma cidade portuária e importante fonte de renda. Mas vamos falar melhor sobre Veneza amanhã. Só cheguei nesta cidade, que foi cenário de vários filmes, no final do 7º dia. Hoje vou falar sobre o restaurante que paramos na estada, à caminho de Veneza. Um restaurante de beira de estrada bem diferente do que comemos à caminho de Nice. Comi um prato de macarronada degustando um vinho italiano com muito bom gosto.

O nome do restaurante era Cíao. Preço acessível, bom gosto e variedade, fica a recomendação.


Uma dica importante para qualquer restaurante self-service na Itália: a cobrança não é por peso, mas sim porção de prato escolhida. Isso significa que, em geral, quanto mais variedade de porções escolhidas, maior o custo da refeição.

Como eu havia comido bem no almoço e beliscado algumas besteiras durante o longo percurso, peguei apenas um prato de macarrão com queijo, e um pão para acompanhar. Uma pequena garrafa de vinho, para ajudar na digestão, caiu muito bem.


A refeição estava boa, nada mal para um restaurante à beira de estrada. Mas os pratos realmente bons vão começar a aparecer nos próximos posts. A medida que eu for me aprofundando na Itália, vou apresentando os mais variados pratos.

Ainda à caminho de Veneza, tomamos um chocolate quente da Itália, que é bem diferente dos daqui. Era chocolate puro bebível, por assim dizer. Muito forte, mas para quem gosta vale a pena experimentar.


Apenas no final deste dia chegamos à Veneza. Sem dúvida foi uma longa viagem.

Termino o post de hoje com umas belas fotos que tirei à caminho da Itália. Amanhã terá um post especial, pois Veneza é um lugar único no mundo inteiro! E o almoço foi bem diferente, com direito a Spritz, uma bebida local de arrebentar.

Uma boa sexta feira!





0 comentários:

Postar um comentário